Quais os riscos de conduzir um veículo com o combustível no vermelho

O Dr°Car alerta para os inúmeros problemas que podem ser ocasionados por essa situação:
“Um deles é a possibilidade de danificar a bomba de combustível. Deixar o tanque com pouca gasolina, por exemplo, pode superaquecer a bomba e até mesmo queimá-la, porque é o próprio combustível que resfria a bomba”.
Pode parecer o contrário, mas andar com o tanque na reserva pode doer no bolso, viu? Dependendo do modelo do veículo, a bomba de combustível pode custar até R$ 700. E ainda pode acontecer de a bomba sugar os resíduos sólidos que ficam no assoalho do tanque.
“A recomendação é que se ande com o veículo com, no mínimo, 1/4 do tanque. Não se deve deixar chegar à reserva, mas, se acontecer, procure abastecer assim que a luz no painel acender”, recomenda.
Confiar na quilometragem apresentada no painel indicando o percurso que ainda dá para percorrer com o tanque na reserva também pode ser um risco.
“No caso dos veículos que informam a autonomia do combustível, é uma tecnologia interessante, porém, como todo sistema eletrônico, está sujeita a falhas. Portanto, eu não recomendo confiar inteiramente”, ressalta Douglas proprietário do Centro Automotivo Dr°Car.
Parar o veículo por falta de combustível é considerado infração média, além de representar um grande risco de acidente. A penalidade é multa e quatro pontos na carteira de habilitação.
Depois de saber isso tudo, é melhor nem se quer pensar em andar com o tanque na reserva, não é mesmo? Sendo assim fique de olho no ponteiro de combustível de seu veículo e não deixe chegar no vermelho, para maiores esclarecimentos ligue para Centro automotivo Dr°Car 047-99631-6041 e tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *